CICLO DE PALESTRAS - "MULHER - #EUSOU, #EUPOSSO"

Enviado em: 26/10/2018

Na noite de ontem (25/10) aconteceu na nossa sala de eventos do Cometinha o Ciclo de Debates “Mulher – eusou, eu posso”. Estiveram presentes alunas e alunos do ensino médio do Colégio Cometa, dialogando e debatendo acerca dos assuntos propostos nas palestras e momentos de grande participação. A abertura do mesmo foi feito pela Coordenadora do ensino médio, Cristina Kelly e teve a participação de três palestrantes.

Para a Psicóloga Lívia Levi, o debate sobre como identificar uma situação de assédio sexual (tema da palestra que a mesma ministrou) é de vital importância, sobretudo, para as jovens.

“É importante para as nossas jovens conseguir perceber quando há uma situação de assédio sexual, sobretudo, para que esta jovem não tenha traumas e passe por situações desagradáveis. Nesse sentido um debate como este, que promove o diálogo e permite que discutamos estes assuntos de forma educacional, é de vital importância”.

A noite continuou com a mediadora, Professora Amanda Borges, que tratou com as garotas sobre “feminismo e femismo”. Na ocasião, a professora falou da diferença que existe entre as duas questões e, aproveitou para exemplificar de fato, cada uma delas.

“A importância neste momento é de compreender o feminismo enquanto movimento de afirmação e se inserção na sociedade. Um momento como o de ontem tem papel importante para informar nossas alunas sobre o feminismo no contexto histórico e no contexto atual. O papel do feminismo não é de revanchismo com o gênero masculino; mas, de lutar por direitos iguais para ambos os gêneros”

A noite de debates, diálogos e aprendizados, terminou com a palestra da Diretora do Colégio Cometa e Coach, Hebe Cristina. Hebe pode dialogar com as presente sobre o papel da mulher na sociedade e porque é tão importe o empoderamento feminino nos dias atuais.

“Esse evento foi interessante porque foi um momento pensado pelas próprias alunas do ensino médio. Elas vieram procurar a direção e coordenação pedagógica e pautaram um momento para debater as questões da mulher na sociedade. Quando nós falamos do empoderamento da mulher, nós estamos buscando além do fortalecimento enquanto mulher, termos de fato, um princípio de equidade - ter direitos equivalentes independente do gênero. Enquanto Coach, a busca é pela internalização de que nós mulheres somos fortes, que somos guerreiras, que temos que correr atrás de nossos sonhos, sem satisfazer obrigatoriamente os padrões da sociedade ou os desejos de quem quer que seja, além de nós mesmas”.